Páginas

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Bruno Rocha tem destino incerto para 2016

Segundo linebacker mais votado da SeleLiFFA 2015, além de coordenador defensivo do Macaé Oilers em 2015. Certamente, Bruno Rocha é um dos melhores defensores da LiFFA na atualidade. Só que após vencer o campeonato no último domingo (6), algumas portas se abrem e o próprio atleta começa a sonhar mais alto. Por isso, o futuro do camisa 59 não é garantido nem na 'Cidade do Petróleo', muito menos no Rio de Janeiro em 2016.
Bruno em interceptação vs Indians (foto: Manoel Germano)
Em conversa com Bruno Rocha na ressaca da Final, nesta segunda-feira (7), ele confirmou o rumor que ele fará a seletiva do Jaraguá Breakers, em Santa Catarina. O que poderia facilitar sua entrada é o diretor do Bks Raul Bylaardt, ex-Itaipuaçu Krakens e que mantém uma boa relação com a LiFFA. Tanto que em agosto, os catarinenses acertaram com o WR Pedro 'Griffin', do UFF-Niterói Federals; Rocha ainda fará seletiva em outro time do Sul que joga o Torneio  Touchdown, mas o clube ainda não foi revelado.

Para o jovem Bruno Rocha de apenas 21 anos e já destaque no interior fluminense, o futuro pode ser com o Brasil Onças, só que a curto prazo, a intenção é disputar o Torneio Touchdown e brigar pela titularidade em alguma equipe.

"Para o meu futuro sempre almejo grande na minha vida. Então, eu me vejo vestindo a camisa amarela do Brasil Onças, pois já são cinco anos de futebol americano e os dois últimos jogando a LiFFA. Para o ano que vem quero disputar o principal torneio do Brasil e mostrar quem realmente eu sou, do que sou capaz. Sair da minha zona de conforto e ir a um time e brigar por vaga para ser titular e não só um mero coadjuvante." - avaliou, Bruno.

Bruno vs Oilers, em 2014 (foto: Tiago Bueno)
Mas ainda sem sair do Rio, caso o atleta não siga para o TTD, Bruno ficaria em uma indecisão, pois prenderia seguir como coordenador defensivo do Macaé Oilers ou voltar ao Nova Friburgo Yetis, equipe em que começou a ser conhecido por causa de seu grande impacto:

"Eu quero disputar o Torneio Touchdown, mas se continuar na LiFFA, eu quero seguir meu trabalho aqui no Oilers, mas tenho um pensamento de jogar algum dia pelo Yetis. Não sei se ano que vem, mas quero sentir frio e vestir a camisa azul." - declarou, o camisa 59